domingo, 26 de Agosto de 2012

"As Gordinhas e as outras" de Margarida Rebelo Pinto

Hoje, por achega de uma amiga, li um artigo da autoria de Margarida Rebelo Pinto, publicado no Jornal Sol, intitulado "As gordinhas e as outras" que considero repugnante e patético!
Ora, começa assim:
"Serve esta crónica para retratar e comentar um certo elemento que existe frequentemente em grupos masculinos e que responde pelo nome genérico de ‘Gordinha’
A Gordinha é aquela amigalhaça companheirona que desde o liceu cultivava o estilo maria-rapaz, era espertalhona e bem-disposta, cheia de energia e de ideias, sempre pronta para dizer asneiras e alinhar com a malta em programas. Ora acontece que a Gordinha é geralmente gorda e sem formas, tornando-se aos olhos masculinos pouco apetecível, a não ser em noites longas regadas a mais de sete vodkas, nas quais o desespero comanda o sistema hormonal, transformando qualquer bisonte numa mulher sexy, mesmo que seja uma peixeira com bigode do Mercado da Ribeira."

E mais "pérolas literárias":
"...Ser gira dá trabalho e requer alguma diplomacia. Que o digam as minhas amigas mais bonitas e boazonas que foram vendo a sua reputação ser sistematicamente denegrida por dois tipos de pessoas: os tipos que nunca as conseguiram levar para a cama e as gordas que teriam gostado de ter sido levadas para a cama por esses ou por outros. Uma mulher gira não pode falar alto nem dizer palavrões que lhe caem logo em cima. Já uma Gordinha pode dizer e fazer tudo o que lhe passar pela cabeça, porque conquistou um inexplicável estatuto de impunidade..."

Quem quiser ler mais encontram o texto aqui:
http://sol.sapo.pt/inicio/Opiniao/interior.aspx?content_id=250&opiniao=Opini%E3o

E mais não digo!

4 comentários:

  1. http://www.facebook.com/pages/A-Revolta-das-Gordas/523292364354426

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo seja bem-vindo.
      Já agora, fui ao site e pareceu-me que se trata um pouco de colocar o assunto como se existissem os bons (gordas) e os maus (magras) e a minha prespectiva não é essa. O texto é repugnante porque entre outras coisas más é discriminatório e ofensivo. Eu que não sou gorda( mas tb não sou magra escanzelada como é moda)ao ler este texto senti repulsa e indignação. Pois não se escreve assim acerca de ninguem, nem tão pouco se faz juizos de valor tão negativos e descabidos acerca de quem quer que seja, muito menos em razão da sua aparencia fisica .
      Desafio-o/a para a proxima identificar-se :)

      Eliminar
  2. Concordo. Também eu fiz um post acerca do assunto - riscadoagiz.blogspot.com porque a senhora é repugnante, mas tanto eu como os meus seguidores achamos que ela está contentíssima com esta publicidade gratuita.

    ResponderEliminar
  3. Tétisq bem-vinda :)
    Talvez estejam certas, para ela o importante é que falem, não interessa mal ou bem. É a mesma filosofia na publicação dos seus livros: interessa é que venda se tem qualidade ou não, não lhe interessa nada. O problema é que as editoras tb estão nessa "onda".
    Vou espreitar o teu blog
    Bj

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...